Notícias

3 de Novembro de 2015

5 alimentos que não podem faltar na gravidez

Sabe aquele papo de comer por 2?! Esquece!! Mas também não vai querer fazer dieta sem recomendação nessa fase né?! O ideal é saber se alimentar e por isso, o blog Mãe Jovem  separou 5 alimentos que são ótimos para a gestação do bebe e nos trouxemos pra você conferir.

Leite e derivados

Ricos em cálcio, o leite e seus derivados estão relacionados com a formação de ossos e dentes do bebê.

Couve, espinafre ou brócolis

O ácido fólico é um tipo essencial de vitamina B não produzido pelo organismo e só pode ser obtido através da alimentação. Durante a gestação, a deficiência deste nutriente está associada a problemas de formação neurológica, como espinha bífida (desenvolvimento anormal da medula espinhal) e anencefalia (ausência de cérebro). Recomenda-se a ingestão diária de 400 mcg de ácido fólico, que também pode ser encontrado em frutas como laranja, morango e banana (é normal que alguns médicos recomendem vitaminas em cápsula. Converse com o seu se há essa necessidade).

Carnes ou ovos

Fontes ricas em proteínas, carnes e ovos são importantíssimos na dieta das grávidas. As proteínas são fundamentais para a produção das células e dos tecidos novos da mãe e do bebê. Gestantes devem ingerir cerca de 60 g de proteínas por dia. As vegetarianas podem precisar fazer suplementação de vitamina B12, nutriente importante para a formação do sangue do bebê, que está presente, basicamente, em proteínas de origem animal.

Feijão, castanhas ou carne vermelha

Ricos em ferro, estes alimentos evitam a anemia durante a gravidez e complicações no parto. Recomenda-se que a gestante consuma, todos os dias, cerca de 30 mg de ferro. Feijões, lentilha e vegetais de folhas verde-escuras, como espinafre e couve, são fontes de um tipo de ferro mais difícil de ser absorvido do que o mineral presente em fontes animais.

Carboidratos

De acordo com a nutróloga Liliane Oppermann, os carboidratos fornecem as calorias adicionais de que a grávida necessita. “Se a gestante não consumir as quantidades adequadas de carboidratos, irá utilizar as proteínas como fonte de energia. Isso não é bom, já que devem ser poupadas para outras funções. Pães, cereais, arroz, massas, batata e frutas são boas fontes de carboidratos”. Raquel Oliva recomenda o consumo de pães, arroz e cereais integrais, que não passaram por processos de refino. “Eles mantêm suas propriedades nutricionais intactas e as fibras, que ajudam o intestino a funcionar corretamente”, diz a naturóloga.

voltar